Investigação

Sistema de aquaponia já em funcionamento
27-01-2020

 

A aquaponia é a simbiose entre a criação de peixes com o cultivo de plantas e o ISEP está a desenvolver um destes sistemas para o cultivo de plantas hortícolas. A implementação envolve quatro fases: a construção, a instalação dos jardins, a acomodação da horta e, por fim, dos peixes.

A primeira fase da aquaponia já está praticamente completa. Foram instaladas as plantas ornamentais nas floreiras com argila expandida. É neste leito que se vão instalar, naturalmente, os microrganismos responsáveis pela sustentabilidade de todo o sistema.

Serão, posteriormente, colocadas plantas hortícolas nos tubos de hidroponia, situados por cima das floreiras. Com a circulação de água estabilizada e as plantas e microrganismos instalados, será possível avançar com a instalação dos peixes.

O sistema está a ser instalado no edifício do Departamento de Engenharia Química (DEQ), com a responsabilidade e coordenação do docente Abel Duarte e conta com a colaboração de um grupo de nove estudantes voluntários de vários cursos do ISEP. O projeto, instalado junto ao elevador panorâmico do edifício G, inclui dois reservatórios com cerca de dois mil litros de capacidade, três floreiras e mais de 100 posições para cultivo de produtos hortícolas.

A aquaponia é uma das tecnologias da agricultura urbana. Este projeto tem como objetivo provar que a produção de bens alimentares pode ser realizada em edifícios sem recurso a solo de uma forma sustentável e em perfeita harmonia biológica

O carácter multidisciplinar e a importância do projeto originou a sua integração em unidades curriculares dos cursos ministrados no DEQ, como LABI1 e LABO6. Paralelamente, no âmbito de uma tese de mestrado, está a ser estudada a instalação de um sistema de monitorização de parâmetros físico-químicos com recurso a tecnologias informáticas.